Sobre

img_20161101_172347

Método da Decisão

 

Simbologia

O Tarot, através da sua simbologia codificada, mostra caminhos a percorrer, promovendo sempre que possível, um percurso de luz e alegria, em detrimento de dor e sofrimento.

Estimula o auto-conhecimento, no entanto, lembra que cada um de nós é responsável pela sua própria vida.

Muitas vezes não é possível desviarmo-nos de um sofrimento, mas com a ajuda do Tarot, conseguimos enfrentá-lo com a atitude certa, minimizando desta forma danos que por vezes são irreparáveis.

Auto conhecimento

As cartas através da sua simbologia, espelham a informação armazenada no nosso inconsciente, funcionando como uma excelente ferramenta de autoconhecimento.
Conhecedores do rumo provável dos acontecimentos, podemos deixarmo-nos levar de encontro ao destino provável, ou, em alternativa, já despertos para uma realidade que não queremos, poderemos partir em busca de um caminho diferente.

 

DESTINO e LIVRE-ARBÍTRIO

O TAROT NÃO PREVÊ UMA VERDADE INDISCUTÍVEL E DEFINITIVA!

Ele mostra caminhos, possibilidades, aconselha, de forma a que o consulente possa tomar decisões conscientes de acordo com as possibilidades que tem diante de si. Avalia períodos, fases, situações presentes, mostrando a tendência evolutiva de um acontecimento num futuro próximo. Espelha o desenrolar da situação, caso a atitude do consulente se mantenha inalterável, dando assim a possibilidade, de com um maior esforço pessoal e um maior amadurecimento, tentar modificar o rumo provável do assunto!

Mas o que é o destino?

  • Algo superior que determina os acontecimentos na vida?
  • A vontade de Deus que determina e controla o rumo dos acontecimentos?
  • O reflexo das escolhas que fazemos no decorrer da nossa vida?

Acreditamos que o destino nos dá as circunstâncias, mas a partir daí, as escolhas, as opções são sempre nossas. Ao clarificar situações e opções, o Tarot coloca nas mãos do consulente a construção do seu destino, levando-o a utilizar o seu livre arbítrio.

Mas será que a qualquer altura, qualquer um de nós pode pegar nas rédeas de um assunto e agir de outra forma, dando um novo rumo ao acontecimento, utilizando a sua capacidade de livre-arbítrio? Ou estaremos sempre dependentes da interferência ou não de fatores externos?

Uma coisa é certa. As escolhas que fazemos orientam a nossa vida, seja para o bem ou para o mal. Convém ter sempre presente e nunca esquecer, que as cartas auxiliam e aconselham, nunca resolvem os problemas!

Os problemas, esses, terão que ser resolvidos por nós próprios, embora com maior facilidade, se seguirmos os sinais e as mensagens que elas nos transmitem.
Cada desenho, cada simbologia, cada detalhe, transmite-nos sempre alguma informação. Pode ser um conselho, pode ser uma reflexão, mas se conseguirmos compreender as suas mensagens, se as utilizarmos para aprofundar o conhecimento que temos de um determinado assunto e explorarmos as várias possibilidades de resolução do mesmo, seremos com maior facilidade levados a agir corretamente no presente, para que possamos colher os frutos das nossas escolhas no futuro.

Anúncios

Uma resposta a Sobre

  1. Maria da Luz diz:

    As pessoas continuam a tratar o tarot como um oráculo de adivinhação e não compreendem que ele é uma ferramente de orientaçao

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s